Uma nova abordagem holística vem penetrando, inexoravelmente, em todos os ramos do conhecimento humano, sendo este o momento oportuno de introduzí-la no Direito, pois o problema da "justiça obsoleta, lenta e cara", é decorrente da antiga educação dos seus operadores; que, na sua maioria, exercem suas funções limitadas por paradigmas ultrapassados, muitas vezes de forma individualista, materialista e burocrática; contudo esta mudança de paradigmas, pode ser efetuada de forma imediata, com a adoção de "Uma Visão Holística do Direito", título do meu livro lançado pela Editora Nova Alvorada (tel.: 71-241-0067).

Por estarmos vivenciando uma conjuntura mundial favorável a estas mudanças, com a entrada de uma nova era, a adoção desta nova consciência jurídica holística, pode ser implantada, rapidamente. Da mesma forma que no ocaso da Idade Média, houve o parto de uma nova era, denominada de Renascimento ou Renascença, traduzida por um movimento renovador filosófico-científico-artístico; também no fim deste milênio, um novo Renascimento está sendo formado, talvez como um verdadeiro marco redefinidor da história da consciência humana; daí as condições para a adoção de uma visão holística do direito, que resolveria, finalmente, os problemas da nossa justiça ultrapassada e obsoleta.

Esta nova visão holística implica na criação de pontes sobre todas as fronteiras do conhecimento humano, dentro do conceito de "transdisciplinaridade", ou seja, o encontro das ciências, filosofias, artes e tradições religiosas, eliminando-se assim estas fronteiras geradoras de dualidades e causadoras de conflitos. Como toda a matéria é formada de energia, estamos todos interagindo energeticamente, ou seja, estamos interligados uns aos outros e com a natureza, de forma indissociável; sendo que desta nova consciência holística nasce a fraternidade, a cooperação, que levará o ser humano a um novo nível de evolução.

 

 

Talvez o leitor esteja se perguntando, qual a relação da consciência cósmica com o Direito? A resposta é que a criação, o exercício e o julgamento do Direito é um reflexo do nosso nível atual de consciência e para acompanharmos as grandes mudanças, que já estão elevando os níveis energéticos do planeta, temos que despertar nossa consciência cósmica, para podermos adequar o Direito a este novo patamar evolutivo da humanidade.

Vale salientar que o antigo paradigma reducionista, fragmentou o conhecimento jurídico em ramos cada vez mais especializados, transformando os advogados, juízes e promotores em super-especialistas, uma verdadeira "torre de babel", onde cada um fala a sua língua e poucos se entendem, sendo também objetivo desta visão holística resgatar todo o embasamento ético-filosófico da Ciência do Direito.

Este livro foi escrito para despertar a sua centelha divina, o seu talento e genialidade, pois acredito, sinceramente, que temos potenciais ilimitados dentro de nós, recursos suficientes para transformar nossos sonhos em realidade, aguardando apenas o momento da nossa decisão de acordar e utilizar este poder em nossa vida, também contribuindo com este dom para melhorar a sociedade e o Planeta que habitamos; além de implementar uma justiça sintonizada com os anseios do povo, ou seja, mais rápida, barata e independente. Com efeito, a verdadeira reforma da justiça, passa por uma nova consciência holística, dos operadores do Direito.

Sérgio Neeser Nogueira Reis

Diretor Jurídico da UNIPAZ-BA,

Universidade Holística Internacional

   

[ Direito em Novo Rumo ] [ Uma Visão Holística do Direito ] [ Sérgio Neeser Nogueira Reis ] [ Justiça Divina x Justiça dos Homens ]

[O Despertar da Consciência Superior] [Faculdades de Direito no 3o. Milênio] [Congressos] [ Novo Livro ] [ Retorna ]

   
 NOGUEIRA REIS ADVOGADOS

Av. da França, 164 - Ed. Futurus - 7o. andar - Comércio

Fone:(71) 3243-3099 - Fax:(71) 3243-4771
Cep: 40010-000 Salvador - Bahia

Email: sergio@nogueirareis.com.br

 

Produção Holos Virtual